14 de fevereiro de 2010

Pavarotti - Nessun Dorma

Nessun dorma! Nessun dorma!
Ninguém durma! Ninguém durma!
Tu pure, o, Principessa,
Também tu, ó princesa,
nella tua fredda stanza,
na tua fria alcova
guardi le stelle
olhas as estrelas
che tremano d'amore
que tremulam de amor
e di speranza.
e de esperança!
Ma il mio mistero e chiuso in me,
Mas o meu mistério está fechado em mim,
il nome mio nessun saprá!
o meu nome ninguém saberá!
No, no, sulla tua bocca lo diró
Não, não, sobre a tua boca o direi
quando la luce splenderá!
quando a luz resplandecer!
Ed il mio bacio sciogliera il silenzio
E o meu beijo destruirá o silêncio
che ti fa mia!
que te faz minha!
(Il nome suo nessun saprá!...
E o seu nome ninguém saberá
e noi dovrem, ahimé, morir!)
e nós deveremos, infelizmente, morrer!
Dilegua, o notte!
Desvaneça, ó noite!
Tramontate, stelle!
Desapareçam estrelas!
Tramontate, stelle!
Desapareçam estrelas!
All'alba vinceró!
Ao alvorecer vencerei!
Vinceró, vinceró!
Vencerei, vencerei!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 

Imagens/Pictures

Todas as fotografias aqui publicadas, salvo alguma referência em particular, são retiradas da internet. Agradeço que me informem, via e-mail, caso alguma esteja protegida pelos direitos de copyright. Retirá-la-ei de imediato.

Almost all pictures posted here are taken from the internet. If you have copyright over any of them, send me an e-mail and I will take it out.

RegistoCriativo Copyright 2008 Shoppaholic Designed by Ipiet Templates Image by Tadpole's Notez